sábado, 18 de junho de 2011

ok ok
o vento é forte a casa fraca
a música divina o coração terrestre
o verbo infatigável o silêncio distante
a doença ocupação a cura a morte
o sexo muito afeto pouco
gelo muito calor pouco
trabalho dinheiro ofício outra coisa
sensação permanente intuição rara
razão insuficiente paixão tara
sentimento tumor amor enfrentamento
carícia um horror malícia uma flor
ok
mas se menos barulhentos
cultivássemos silêncios
vivêssemos aqui vivêssemos
agora
se amar fosse um instinto
e mergulhássemos em campos
unificados
como crianças em piscinas
em dias ensolarados
aí seria como?

4 comentários:

  1. tudo seria 'um pouco' diferente...

    ResponderExcluir
  2. Seria muito diferente. Um pouco é um poema que postei no meu blog (cybertroglodita.blogspot.com)

    ResponderExcluir
  3. Meu Deus!De onde brotam esses versos???

    _Eu senti o vento como forte a vida inteira...

    Sucesso .Grande abraço.

    ResponderExcluir